21 de agosto de 2009

Síndrome Consumptiva

Por Gabriel Braz Garcia
Estudante de Graduação em Medicina da UFPB (VII Período), Extensionista do Projeto Continuum (PROBEX/UFPB)

A síndrome consumptiva (Wasting Syndrome) é caracterizada pela perda de peso involuntária maior que 10%. Em geral, está associada a febre maior que 38ºC de mais de 30 dias de duração e diarreia (mais de duas evacuações por dia durante mais de 30 dias). Além disso, pode-se encontrar conjuntamente, a emaciação muscular grave com degeneração dispersa das miofibras com evidências ocasionais de miosite.
Em geral, acompanha-se de aumento da morbidade e da mortalidade e, maior susceptibilidade a infecções oportunistas e tumores. Configura-se como um estado complexo de interação entre anorexia, perda de massa gorda e magra, distúrbios psicológicos e piora acentuada da qualidade de vida; merece, portanto, ser alvo de estudo e acompanhamento médico e investigação da doença de base. Dentre as causas, citam-se as que se desenvolvem pelo metabolismo exagerado como o feocromocitoma e o hipertireoidismo; as envolvidas com perdas anormais de elementos nutritivos, como diabetes mellitus, síndromes de má absorção e fístulas do tubo gastrintointestinal; todavia as doenças de maior destaque e que estão primariamente associadas à anorexia e digestão alimentar reduzida são as neoplasias e a síndrome da imomunodeficiência adquirida (SIDA/Aids).
Segundo dados da literatura, em torno de 80% de pacientes com câncer avançado cursam com a "Síndrome Consumptiva Crônica". Em relação a Aids, aponta-se que, nos Estados Unidos, em 10% dos casos é tida como a condição inicial definidora do diagnóstico.
Em se tratando de etiopatogenia, sabe-se que está em função da diminuição da ingesta calórica, aumento do metabolismo e perda de calorias. Este processo, em especial para as neoplasias, envolve a produção de citocinas, liberação de fatores proteolíticos e lipolíticos e alteração no metabolismo intermediário.
Todavia, a caquexia, elemento fundamental dentro da síndrome consumptiva, é tida como um fenômeno complexo, multifatorial. Pode estar relacionada a fatores mecânicos, como obstruções ao trato gastrintestinal, falhas abortivas, intervenções cirúrgicas lesivas ou tratamento químico ou radioterápico, os quais podem induzir náuseas, vômitos, estomatites e diarreia, culminando com a perda de peso característica. 
Outra condição associada à síndrome consumptiva é a anorexia nervosa, um transtorno do comportamento alimentar que se desenvolve principalmente em adolescentes e mulheres jovens. Caracteriza-se por uma grave restrição da ingestão alimentar, busca incessante pela magreza, distorção da imagem corporal e amenorreia. Embora muitas vezes, a doença não consiga ser revertida, demonstrando um prognóstico sombrio, com baixa sobrevida, o médico deve instituir sempre uma atenção especial ao doente portador dessa síndrome, no intuito de melhorar sua qualidade de vida. O paciente deve ser avaliado como um ser psicologicamente afetado, como resultado das incertezas em relação à sua doença, seu diagnóstico, tratamento e receio quanto ao futuro. 

Referências 
HARRISON, et al. Medicina Interna, 17ª edição. Rio de Janeiro: McGraw-Hill Interamericana do Brasil, 2008. 
AKIO, I. Câncer Anorexia-Cachexia Syndrome. CA câncer J Clin 52: 72-91, 2002.
COODLEY, G.O.; LOVELESS, M.O.; MERRIL, T.M. The HIV wasting syndrome: a review. J Acquir Immune Defic Syndr. 7(7):681-94, 1994. 
CORDAS, T. A.; CLAUDINO, A. M. Eating disorders: historical background. Rev. Bras. Psiquiatr. vol.24, suppl.3, pp. 03-06, 2002.


Crédito da imagem: foto capturada em http://www.sheilacasey.com